Biografia

 

A música de Jorge Villavicencio Grossmann tem sido executada nos Estados Unidos, nas Américas e na Europa por orquestras e conjuntos tais como a Sinfônica Nacional da Argentina, New England Philharmonic, Sinfônica Nacional da Ucrânia, Sinfônica Nacional do Peru, Filarmônica de Bogotá, Camerata Kiev, Orquestra Sinfônica Juvenil Teresa Carreño da Venezuela, Aspen Sinfonia (Festival de Aspen), Boston Musica Viva, Da Capo Chamber Players, Percorso Ensemble, Pierrot Lunaire Ensemble Wien, JACK Quartet, MIVOS Quartet, Borromeo String Quartet, Talea Ensemble entre outros. Seu catálogo de obras consiste de cinco peças para orquestra, música de câmara, música vocal, além de música eletrônica e eletro-acústica.


Ganhou prêmios tais como a bolsa da Fulbright para trabalho   criativo na Espanha em 2016, bolsa da John Simon Guggenheim Memorial Foundation, Aaron Coplan Award, Charles Ives Scholarship da Academia Americana de Artes e Letras, Bolsa de Artes da Associação Vitae, e bolsas/prêmios da New York Council for the Arts, Nevada Arts Council, St. Botolph Club Foundation, American Music Center e Meet the Composer. Tem recebido encomendas de peças de conjuntos e instituições tais como a Fromm Foundation da Universidade de Harvard, Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, Alea III, Society for New Music, entre outros.


Sua obra orquestral Pasiphae foi ganhadora do concurso de composição para orquestra "Jacob Druckman", sendo selecionada pelo maestro David Zinman e executada durante o Festival de Aspen em 2007. A mesma obra foi  premiada no concurso da New England Philharmonic e recebeu menção honrosa no Concurso Internacional Lepo Sumera, na Estônia.


Tem sido artista residente no Centro de Estudos Ligure de Bogliasco, na Itália, Atlantic Center for the Arts e na MacDowell Colony, onde foi nomeado Norton Stevens Fellow. Foi compositor em residência no SLAM, Seattle Latin American Music Festival de 2008, e compositor convidado no Festival Internacional de Música Clássica Contemporánea de Lima, Festival Internacional de Chihuahua, no México e no Festival Latinoamericano de Música em Caracas, Venezuela. Participou como bolsista no Festival de Aspen (como detentor da bolsa Susan and Ford Schumann) Mei Festival (Holanda), New Music Miami, June in Buffalo, Composers Conference, Domaine Forget (Canadá).


Jorge Villavicencio Grossmann nasceu em Lima, no Peru em 1973 de pai peruano e mãe brasileira.  Mudou-se para o Brasil em 1989 e para os Estados Unidos em 1998. No Brasil, estudou violino com Alberto Jaffé e Ayton Pinto, regência com Paulo Rydlewski e composição com Paulo Maron e Sílvio Ferraz. Foi membro da Orquestra Experimental de Repertório e da Orquestra de Câmara Santo Américo. Participou como bolsista nos Festivais de Inverno de Campos do Jordão, Academia Vulcan de Música, entre outros. Formou-se bacharel em violino pela Faculdade Santa Marcelina, onde, em 1991, recebeu prêmio no Concurso Nacional de Música de Câmara. Nos Estados Unidos, obteve o grau de mestre em composição pela Florida International University de Miami e o grau de doutor em composição (DMA) na Universidade de Boston. Teve como professores de composição a Orlando Garcia e Fredrick Kaufman em Miami e John Harbison e Lukas Foss em Boston.


De 2004 a 2010 atuou como professor de teoria e composição na Universidade de Nevada, em Las Vegas e como codiretor de N.E.O.N., Nevada Encounters of New Music.  Atualmente é professor de composição na escola de música do Ithaca College, no estado de Nova York. É também diretor do Ithaca College Contemporary Ensemble e diretor/membro fundador de AltaVoz, uma organização de compositores latino-americanos nos Estados Unidos. Desde 2015 é diretor do programa de composição da VIPA, Valencia International Performance Academy, um estágio de verão para jovens compositores na Espanha.